terça-feira, setembro 30, 2008

Nova Direcção de FPTA toma posse.

Realiza-se hoje a tomada de posse do novo Presidente e nova Direcção da Federação Portuguesa de Tiro com Arco.

Esperamos agora em breve ficar a saber o rumo e projectos , que o novo elenco federativo tem para a modalidade nos próximos quatro anos.

Esperamos que a modalidade prospere e obtenha os resultados que todos desejamos.

quinta-feira, setembro 25, 2008

Jogos Olímpicos... finalmente desabafei!

Agora que já não se fala mais dos Jogos Olímpicos já posso desabafar...

Tenho que confessar que me custa e sempre custou ouvir certas pessoas falar dos nossos atletas olímpicos como se nunca fizéssemos nada de bom (excepto quando ganhamos medalhas!)


Será que os “Srs comentadores do Futebol” que não fazem mais nada senão falar do pontapé na bola durante três anos e trezentos e 349 dias e acordam durante os 16 dias dos JO não se podiam esquecer das “outras modalidades” mais um bocadinho? É que mais valia que assim fosse!
Quando dizem na televisão que os Atletas Olímpicos vão “passear” à custa dos contribuintes só me apetece perguntar em o que é que eles fazem de positivo pelo desporto Nacional? Será que têm consciência do esforço necessário para ir aos Jogos Olímpicos?


O problema é que provavelmente (as minhas desculpas se estou enganado), qualquer deles ganha mais num dia para ir mandar umas “bocas” televisão que a maioria dos nossos atletas olímpicos num mês ou num ano!
Passamos a vida a ouvir que o passe “deste” vale X milhões, a transferência do “outro” Y milhões, o Cristiano Ronaldo já vale 170 milhões* milhões , …milhões, …milhões!
*(Boa miúdo!)

Acordem! JO não é futebol (pois nem com os milhões todos nos conseguimos classificar).

Sim, porque se pensam que os atletas presentes em Pequim ganham fortunas desenganem-se. A maioria pouco ou nada ganha (de dinheiro… entenda-se) pois o orgulho de estar presente e representar Portugal ninguém lhes tira e isso tem um valor inestimável.

Qualquer atleta que se qualifica para os JO devia receber como um quadro médio alto de uma boa empresa. Já para não falar dos medalhados que, no mínimo, deviam ter os previlégios atribuídos aos políticos, muitos deles medíocres.

Estar presente nos Jogos Olímpicos é um sonho para milhões e uma realidade para muito poucos. Eu sei, pois voltei a dedicar muito tempo da minha vida nos últimos três anos a perseguir o “sonho Olímpico” que infelizmente ficou mais uma vez adiado. (Londres já está aí à porta)


Muitos portugueses não percebem que para cada atleta presente há milhares de outros atletas em todo o mundo que não o conseguiram.
Mas não, se vão lá fora têm de ganhar, têm sempre de bater os recordes nacionais ou então foram só passear…

Quantos de nós “ilustres lusitanos” podemos dizer que queremos mais a conquista de uma medalha e poder ouvir o Hino Nacional, que aqueles que durante anos trabalharam para isso, muitas vezes superando enormes contratempos, dificuldades, falta de condições de treino?

Aquilo que quero dizer e para terminar é que quem dera a Portugal que as pessoas no seu dia-a-dia se dedicassem e trabalhassem como estes atletas. Por certo não teríamos problemas de produtividade e estaríamos ao nível dos melhores da Europa ou do Mundo.


Já desabafei!
João Freitas


P.S. - Marco, tens razão! Há dias que de manhã era melhor ter ficado na caminha, como tantos outros portugueses. Ai, se nós soubessemos quais...

sexta-feira, setembro 05, 2008